1Ao mestre de canto. Dos filhos de Coré. Cântico para voz de soprano. Deus é nosso refúgio e nossa força, mostrou-se nosso amparo nas tribulações. 2Por isso a terra pode tremer, nada tememos; as próprias montanhas podem se afundar nos mares. 3Ainda que as águas tumultuem e estuem e venham abalar os montes, está conosco o Senhor dos exércitos, nosso protetor é o Deus de Jacó. 4Os braços de um rio alegram a cidade de Deus, o santuário do Altíssimo. 5Deus está no seu centro, ela é inabalável; desde o amanhecer, já Deus lhe vem em socorro. 6Agitaram-se as nações, vacilaram os reinos; apenas ressoou sua voz, tremeu a terra. 7Está conosco o Senhor dos exércitos, nosso protetor é o Deus de Jacó. 8Vinde admirar as obras do Senhor, os prodígios que ele fez sobre a terra. 9Reprimiu as guerras em toda a extensão da terra; partiu os arcos, quebrou as lanças, queimou os escudos. 10Parai, disse ele, e reconhecei que sou Deus; que domino sobre as nações e sobre toda a terra. 11Está conosco o Senhor dos exércitos, nosso protetor é o Deus de Jacó.
Gn Ex Lv Nm Dt Js Jz Rt 1Sm 2Sm 1Rs 2Rs 1Cr 2Cr Esd Ne Tb Jdt Est 1Mac 2Mac Jb Sl Pr Ecl Ct Sb Sir Is Jr Lm Br Ez Dn Os Jl Am Abd Jn Mq Na Hab Sf Ag Zc Ml Mt Mc Lc Jo Act Rm 1Cor 2Cor Gl Ef Fl Cl 1Ts 2Ts 1Tm 2Tm Tt Flm Heb Tg 1Pe 2Pe 1Jo 2Jo 3Jo Jd Ap